Não se atrapalhe com seu imposto de renda…

A declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física começa em 1º de março e vai até 30 de abril. Por que deixar tudo para a última hora, morrendo de medo que algo saia errado? Confira abaixo o que você precisa reunir para não ser pego de surpresa.

Mas, se você prefere ficar bem sossegado, prepare já os documentos necessários e envie para a gente, que nós cuidamos para que tudo saia nos trinques. Sem sustos, nem stress.

Renda

  • Informes de rendimentos de instituições financeiras inclusive corretora de valores.
  • Informes de rendimentos de salários, pró labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão etc.
  • Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas.
  • Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício, tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças recebidas no ano, dentre outras.
  • Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão.

Bens e direitos

  • Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos.
  • Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda.
  • Boleto do IPTU de 2019.
  • Documentos que comprovem a posição acionária de cada empresa, se houverem.

Dívidas e ônus

  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período.
  • Renda variável.
  • Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto.
  • DARFs de renda variável.
  • Informes de rendimento auferido em renda variável.

Informações gerais

  • Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso existam.
  • Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento.
  • Endereço atualizado.
  • Cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue.
  • Atividade profissional exercida atualmente.

Pagamentos e doações efetuados

  • Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente).
  • Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente).
  • Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno).
  • Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora).
  • Recibos de doações efetuadas.
  • GPS (ano todo) e cópia da carteira profissional de empregado doméstico.
  • Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político.
  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando.

#ir2020 #irpf #declaracaoir #calendariofiscal #contabilidade

Inscreva-se para receber as últimas nóticias

Fique por dentro de todas as novidades sobre contabilidade.

Obrigado por se inscrever.
Aconteceu um erro durante sua inscrição. Por favor, tente novamente mais tarde.

Saiba mais sobre nossa Política de Privacidade.